Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 5, 2014

Serra diz que sugeriu Campinas no trem-bala para atrasar projeto

Para a plateia de apoiadores na noite de ontem, Serra disse ter inserido Campinas no traçado do projeto, quando ele ainda era governador de São Paulo e Dilma, ministra da Casa Civil, para atrasar o projeto. O senador disse ainda que o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, de quem era próximo, concordou com sua análise e ajudou a atrasar o andamento da proposta.  "Enfiei Campinas logo que veio o projeto. Para quê? Para complicar, verdade, para ganhar tempo. Peguei o Luciano Coutinho, que é o presidente do BNDES, foi meu colega, um sujeito informado, e falei 'você não vai entrar nessa loucura de trem bala, né?'. Então eu vou propor que o BNDES faça um estudo e você demora. E ele fez mesmo, demorou para burro, sabe? Para ganhar tempo", disse Serra.

Rubens Moreira Mendes diz que o PSD vai expulsar Alex Testone de seus quadros

Imagem
O DIRETÓRIO REGIONAL DO PARTIDO SOCIAL DEMOCRÁTICO em Rondônia, tendo em vista noticias divulgadas pela mídia a respeito da Operação Ludus, deflagrada pelo Ministério Público Estadual fundamentada em Decisão do Tribunal de Justiça de Rondônia que, entre outras medidas, determinou a prisão preventiva do Prefeito de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni do PSD, esclarece que: 1. Encaminhará Representação ao Conselho de Ética do partido em desfavor do Prefeito Alex Testoni objetivando a sua expulsão das filieiras do PSD. 1.1 – por seus declarados e públicos atos de infidelidade partidária ocorridos nas últimas eleições e 1.2 – por sua participação, segundo o Ministério Público, na suposta organização criminosa que atuava na execução das obras do Espaço alternativo em Porto Velho. 2. Pelas mesmas razões recomendará à Comissão Executiva Regional a intervenção e destituição do Diretório Municipal do PSD em Ouro Preto do Oeste.
Por último o PSD reafirma seu compromisso com a ética, a seriedade e a tr…

Esquema coordenado por Youssef aproxima cada vez mais do ninho tucano em Minas Gerais

Imagem
Há indícios de que o esquema de cartel, superfaturamento e pagamentos de propina investigado pela Polícia Federal na Operação Lava Jato vá "muito além" da Petrobras, atingindo outros setores. A constatação é do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos referentes ao caso, com base em uma tabela apreendida com o doleiro Alberto Youssef em que são citadas cerca de 750 obras públicas em diversos setores de infraestrutura.
O teste da imparcialidade será a estatal mineira Cemig, joia da coroa do governo Aécio Neves (PSDB), sobre a qual o próprio Sérgio Morojá afirmou ver suspeitas. O juiz apontou, em novembro, uma comissão de R$ 4,6 milhões paga pela InvestMinas, do empresário Pedro Paulo Leoni Ramos, à MO Consultoria, uma das empresas de fachada de Alberto Youssef, na venda de pequenas centrais hidrelétricas à Light, controlada pela Cemig. O casoserá investigado pela PF.
A justificativa da InvestMinas para o pagamento a Youssef é a de que ele intermediou a venda, por R…

BALANÇO DA SEXTA: LAVA JATO EXPÕES TODOS OS PARTIDOS E DIVIDE OPINIÕES

Imagem
Será possível que uma crise deste tamanho, revelando a podridão que todos os brasileiros já conhece na mistura de campanhas eleitorais, obras publicas, financiamento de campanha e indicação politica para cargos públicos irá terminar sem nenhuma alteração dos métodos geradores dessa crise? veja como cada um avalia, manipula  e  utiliza a crise contra ou a favor.
O jornalista Ricardo Kotscho, do Balaio do Kotcho, avalia que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) partiu para o vale-tudo e decidiu encarnar Carlos Lacerda, golpista mais notório da história política nacional.É como se Aécio Neves dissesse para Dilma Rousseff, ao final desta opera bufa em que encarna Carlos Lacerda à beira de um ataque de nervos: "Tudo bem, eu perdi a eleição, não vou ser mais presidente, mas você também não vai governar. Nós não deixaremos"

O colunista neocon Reinaldo Azevedo, porta-voz das alas mais radicais do PSDB e da extrema direita brasileira, sugere, nesta sexta-feira, colocar o Partido dos Trabalha…