Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 26, 2013

Rondônia ao Vivo 26/08/13

Justiça mantém prisão de vereadores de Pimenta Bueno Três vereadores do município de Pimenta Bueno tiveram os habeas corpus negados pela Justiça de Rondônia. Eles estão presos por ordem judicial após investigação de suposta prática de diversos crimes contra a administração pública, com pagamento de propinas para aprovação da retomada da obra de um hospital. O desembargador Gilberto Barbosa negou o pedido liminar em decisão publicada no Diário da Justiça desta segunda-feira, 26.

Maicon Miyabara, Rodinei Lopes Pedroso e Celso de Souza Bueno ingressaram no 2º grau de jurisdição (TJRO) contra a ordem da 1ª Vara Criminal da comarca de Pimenta Bueno, que deferiu o pedido de prisão pela suposta prática de crimes como quadrilha e tráfico de influência.

Para o relator do processo na 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça, os elementos dos autos indicam a efetiva participação dos acusados na empreitada criminosa porque foram flagrados em interceptações telefônicas negociando valores, ou em en…

TAGS para corrupção tucana no Brasil

Acesse o link http://www.pragmatismopolitico.com.br/tag/corrupcao-tucana/  e veja:

Cartel tucano no metrô de SP daria cadeia no STF Cartel do metrô que gerava propina a políticos do PSDB é parecido com o de Ivo Cassol (PP), primeiro senador condenado no País pelo STF. Seu crime? Fraudes ao direcionar licitações em obras e serviços de engenharia em benefício de empresas
Eficiente blindagem tucana só foi vencida pela Siemens Blindagem tucana era tão bem sucedida que só foi vencida por uma multinacional alemã, que tomou a decisão de pedir um acordo de leniência junto às autoridades brasileiras, confessando duas décadas de práticas condenáveis, apresentando nomes, cargos e endereços
PSDB e DEM blindam revista Veja na CPI do Cachoeira Oposição impede leitura de relatório que pede investigação de Policarpo (diretor de Veja) e Gurgel. Odair Cunha, relator da CPMI do Cachoeira, deve pedir o indiciamento de 46 pessoas
Mensalão Universitário: empresário denuncia esquema criado pelo PSDB Ernani de Paula…

STF segura ação cível do mensalão mineiro - Veja como o STF protege o PSDB

Fonte: Congresso em Foco

Um mistério ronda o Supremo Tribunal Federal (STF). Em maio do ano passado, o então presidente da corte, Carlos Ayres Britto, chegou a chamar o julgamento da ação cível, aquela que permite a recuperação de recursos desviados, do mensalão mineiro, também conhecido como valerioduto tucano. Por algum motivo, que nem Ayres Britto nem os demais ministros sabem explicar, o processo saiu da pauta. E não voltou mais. Esta foi a primeira denúncia envolvendo o esquema de caixa dois do empresário Marcos Valério Fernandes com políticos a chegar ao Supremo, ainda em 2003, dois anos antes, portanto, das primeiras acusações que abalaram o governo petista, como revelou a Revista Congresso em Foco. Enquanto a ação cível contra os tucanos não sai da gaveta, o Supremo já condenou 25 réus envolvidos no esquema de desvio de dinheiro montado pelo PT e analisa agora os respectivos recursos.