Postagens

Mostrando postagens de Setembro 5, 2012

A Lei da Ficha Limpa ja ta valendo em Rondônia

3 candidatos tiveram a candidatura negada pelo TRE com base na Lei da Ficha Limpa:

Ataíde Ribeiro Gonçalves, candidato a vereador no Município de Colorado do Oeste. Fundamento: Condenação por órgão colegiado à suspensão de direitos políticos.

Ailude Ferreira da Silva, candidata a vereadora no Município de Costa Marques/RO. Fundamento: Condenada por crime eleitoral de falsidade ideológica.

Francisco Hildemburg Costa Bezerra, candidato a vereador no Município de Jaru-RO. Fundamento: Quebra de decoro parlamentar.

A contar da publicação das decisões passa a correr o prazo de 3 dias para a interposição de recurso para o Tribunal Superior Eleitoral.

Vejo uma grande esperança no fim do túnel. Alguns politicos tradicionais de Rondônia de olho em 2014 ja começam botar a barba de molho.

Leandro Fortes: Condenar Dirceu, o único e verdadeiro drama do julgamento do mensalão

DELENDA EST DIRCEU

Por Leandro Fortes, em CartaCapital
O único e verdadeiro drama do julgamento do “mensalão” diz respeito a uma coisa que todo mundo já sabe: não há uma única prova contra o ex-ministro José Dirceu na denúncia apresentada ao STF pelo procurador-geral da República Roberto Gurgel. Nada. Nem uma única linha. Nem um boletim de ocorrência de música alta depois das 22 horas. Nadica de nada.
Mas, sob pressão da mídia, o STF tem que condenar José Dirceu. Pode até condenar os outros 36 acusados. Pode até mandar enforcá-los na Praça dos Três Poderes. Mas se não condenar José Dirceu, de nada terá valido o julgamento. A absolvição de José Dirceu, único caminho possível a ser tomado pelos ministros do STF com base na denúncia de Gurgel, irá condenar seus acusadores de forma brutal e humilhante. Quilômetros de reportagens, matérias, notas e colunas irão, de imediato, descer pelo ralo por onde também irá escoar um sem número de teses do jornalismo de esgoto. A absolvição de José D…

Temporal deixa municípios de Rondônia sem energia elétrica

04-09 – www.g1.globo.com
A matéria refere-se ao temporal que caiu no fim da tarde de terça-feira (4), deixou parte das cidades de Rolim de Moura, Alta Floresta do Oeste, Santa Luzia do Oeste sem energia elétrica. A chuva com vento forte durou dez minutos, segundo os moradores da região.
Árvores foram arrancadas e casas destelhadas. Foi rápido e o redemoinho passou arrebentando os cabos da torre de transmissão. De acordo com o corpo de bombeiros 18 bombeiros socorreram as vítimas e a Eletrobras Distribuição Rondônia informou que postes de energia foram arrancados, por isso a queda de energia na região.
 O abastecimento for normalizado em Rolim de Moura, mas a previsão de retorno da luz em alta Floresta do oeste e Santa Luzia do Oeste é de duas horas.

Energia pré-paga

05-09 - O Estadão do Norte - Pág.: 9 / Economia – Aneel quer venda de energia elétrica pré-paga
A AneelAgência Nacional de Energia Elétrica quer instituir no início do próximo ano a venda pré-pago de energia elétrica em todo o país.O sistema funcionará de maneira semelhante ao do celular pré-pago, que já conquistou 80% dos usuários.
 As concessionárias fará instalação de novos medidores que mostrará a evolução dos gastos e o crédito remanescente. Não haverá limites para recarga. A participação das concessionárias é opcional, e as que aderirem terão até três anos para implantar o sistema. Uma crítica já levantada por órgãos de defesa do consumidor é que os consumidores de baixa renda correm risco de ter o fornecimento interrompido.
 A Aneel argumenta que a suspensão ocorre nos dois regimes. O sistema de cobrança pré-pago já funciona em países como Reino Unido, Argentina, Àfrica do Sul e Colômbia. No Brasil há projetos pilotos em São Paulo, no Rio e em regiões do Amazonas.

Nota oficial

Presidenta Dilma  rebate artigo de FHC que diz que Lula deixou uma herança maldita para o Brasil. Confira a nota.

03/09/2012 às 17h15 Citada de modo incorreto pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em artigo publicado neste domingo, nos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo, creio ser necessário recolocar os fatos em seus devidos lugares. Recebi do ex-presidente Lula uma herança bendita. Não recebi um país sob intervenção do FMI ou sob a ameaça de apagão. Recebi uma economia sólida, com crescimento robusto, inflação sob controle, investimentos consistentes em infraestrutura e reservas cambiais recordes. Recebi um país mais justo e menos desigual, com 40 milhões de pessoas ascendendo à classe média, pleno emprego e oportunidade de acesso à universidade a centenas de milhares de estudantes. Recebi um Brasil mais respeitado lá fora graças às posições firmes do ex-presidente Lula no cenário internacional. Um democrata que não caiu na tentação de uma mudança constitucional que o benefici…