Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 26, 2009

HUMOR -A MALDIÇÃO DO FEIJÃO.

Um homem tinha verdadeira paixão por feijão, mas ele lhe provocava muitos gases, criando situações embaraçosas sempre que o comia.

Um dia ele conheceu uma garota e se apaixonou. Mas pensou: 'Ela nunca vai se casar comigo se eu continuar desse jeito.' Então fez um sacrifício enorme e deixou de comer feijão. Pouco depois os dois se casaram.
Passados alguns meses, quando ele voltava para casa, seu carro quebrou. Ele telefonou para a esposa e avisou que ia chegar mais tarde, pois voltaria a pé.
No caminho de volta para casa, passou por um restaurante e o aroma maravilhoso do feijão lhe atingiu em cheio.
Como ainda estava distante de casa, pensou que qualquer efeito negativo passaria antes de chegar. Então entrou e comeu três pratos fundos de feijão.
Durante todo o caminho, foi para casa peidando, feliz da vida. E quando chegou já se sentia bem melhor.
A esposa o encontrou na porta e parecia bastante excitada. Ela disse:- 'Querido, o jantar hoje é uma surpresa.'
Então ela l…

RUAS INTERDITADAS E OBRAS PARADAS, MUDA O ASPECTO DE PIMENTA BUENO

Imagem
Pimenta Bueno poderia estar bem melhor, não fosse as obras paradas, ruas interditadas e as frentes das casas de alguns moradores e até empresários que não são devidamente cuidadas.
Quem passeia pala cidade deve se deparar com matagal, lixo e alagamento em algumas regiões da cidade. Não é culpa apenas do poder publico, em muitos casos a própria população não faz a sua parte e alguns até contribuiem para piorar o quadro, jogando entulho nas bocas de lobos e entupindo bueiros, e lixo na frente de suas casas e de outros moradores.
Eu já cheguei a seguinte conclusão: ao invés de conceder desconto no IPTU para os que cuidam da frente de suas casas, deveria era multar aqueles que não cuidam, assim a cidade poderia estar bem melhor do que se encontra.
O resto cabe ao poder publico: não deixar obras paradas sem conclusão, recolher lixo e cuidar das ruas etc e etc...

Não cobre da Administração Municipal aquilo que você mesmo poderia e deveria fazer!