25 de fevereiro de 2017

THE NEW YORKER: SOB TEMER, CAOS NO BRASIL PROMETE NOVAS EXPLOSÕES



"As coisas não vão bem no Brasil", escreve na revista The New Yorker desta semana o prestigiado jornalista e escritor John Lee Anderson; depois de historiar a crise dos dois últimos anos no Brasil, destacando os casos de corrupção, a Lava Jato e o impeachment de Dilma Rousseff, ele fala dos confrontos violentos nos presídios e da crise de segurança e diz que "Temer e seus aliados se movem rapidamente para desfazer o legado de 13 anos do PT, em cujos governos o país tornou-se um dos maiores exportadores de commodities no auge do boom da China (...). A maioria desses ganhos está agora em risco, com Temer instituindo medidas de austeridade e um congelamento de 20 anos em todos os gastos públicos. Com a situação social em ruínas, o Brasil tem todos os ingredientes para enfrentar novas explosões"

O impeachment comprado

O depoimento de José Yunes à Procuradoria Geral da República no dia 14 último e sua entrevista à “Veja”, que traz a chamada “Fui mula de Padilha”, é o mais contundente e isento testemunho não só de que Padilha recebeu 4 milhões de reais da Odebrecht em forma de propina, mas que ao menos 140 dos 367 votos do impeachment foram comprados.

A palavra não é de nenhum oposicionista, mas de um homem que fez até há pouco parte do governo Temer, ao lado de Padilha.

Segundo Yunes, Padilha lhe telefonou, em 2014, perguntando se ele poderia receber um pacote com documentos em seu escritório; depois uma outra pessoa passaria lá para pegá-lo. Yunes concordou.

Eis o que aconteceu depois, segundo a “Veja”:

“Pouco tempo depois, Yunes estava em seu escritório de advocacia em São Paulo quando, diz ele, a secretária informou que um tal de Lúcio estava ali para deixar um documento. “A pessoa se identificou como Lúcio Funaro. Era um sujeito falante e tal. Ele me disse: ‘Estamos trabalhando com os deputados. Estamos financiando 140 deputados’. Fiquei até assustado. Aí ele continuou: ‘Porque vamos fazer o Eduardo presidente da Casa’. Em seguida, perguntei a ele: ‘Que Eduardo?’. Ele me respondeu: ‘Eduardo Cunha’.

Temer já confirmou ter tido conhecimento do encontro de Funaro com Yunes em São Paulo.

A denúncia ajuda a entender que o impeachment foi resultado de uma conspiração; que a conspiração começou ainda na eleição de Cunha à presidência da Câmara e que os 140 deputados financiados para eleger Cunha também votaram a favor do impeachment.

As questões que se colocam são: 1) se esses 140 votos precisaram ser comprados é porque os deputados não estavam convencidos de que o impeachment se sustentava; 2) sem esses 140 votos não teria havido impeachment; 3) comprovando-se a existência dessa compra não seria o caso de anular o impeachment?
_______________________________________________________________________________
Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais "Porque não deu certo", "O Cofre do Adhemar", "A guerra do apagão" e "O domador de sonhos"

24 de fevereiro de 2017

ALGUÉM AVISOU A GLOBO QUE O BICHO TÁ PEGANGO EM BRASÍLIA?

A Rede Golpe de televisão que já interrompeu partidas de futebol, que utilizou 99% do seu telejornal diário para cobrir manifestações, vasar delações e exaltar juízes e procuradores da Lava Jato hoje estava focada no carnaval e no relaxamento da prisão do goleiro Bruno.

 Não viu importância na prisão de dois operadores do PMDB em Miami, não se animou com a delação espontânea do melhor amigo de Temer que contou detalhes da entrega de dinheiro em seu escritório para financiar campanha de 140 deputados que elegeria Cunha presidente do Congresso Nacional golpista.   

A Globo também fez vistas grossas para a demissão de Serra, o careca da Odebrecht a quem foi pago 23 milhões de propina e de Elizeu Padilha o alvo das delações do melhor amigo de Temer.
Como já foi dito e pode ser visto na capa do G1, as matérias destacadas pelo Brasil 247, Conversa Afiada, GGN, Cafezinho, Viomundo e redes sócias, não interessa a Globo.  

Não sei o JN que não costumo assistir, mas o JH só falou de carnaval. Aliás, a transmissão do carnaval deve interessar muito aos 12,9 milhões de brasileiros desempregados que não irão sair de casa no feriadão, vão ficar em casa curtindo a Globo e se informando sobre as escolas de samba do Rio, São Paulo e Nordeste. 

Bom carnaval.

QUEM COM SILAS FERE COM SILAS SERÁ FERIDO. OLHA O MORALISTA EM APUROS

MALAFAIA É INDICIADO PELA PF POR PARTICIPAR DE ESQUEMA DE CORRUPÇÃOFabio Rodrigues Pozzebom/Ag�ncia Brasil
O pastor Silas Lima Malafaia foi indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro e participação num esquema de corrupção ligado a royalties da mineração; segundo documento da PF, Malafaia “se locupletou com valores de origem ilícita”; o indiciamento significa que a autoridade policial encontrou elementos para caracterizar a ocorrência de crimes; além de Malafaia, a PF indiciou outros 49 investigados
24 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 06:59 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

JUSTIÇA OBRIGA GENTILI A EXPLICAR ACUSAÇÃO INFUNDADA CONTRA LULA



Decisão em segunda instância do Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que o humorista Danilo Gentili explique formalmente de onde tirou a informação, divulgada em suas redes sociais, de que Lula teria "forjado um ataque (à bomba, na sede do Instituto Lula) para sair de vítima"; medida antecede um processo penal por calúnia ou difamação; "Agora que a Justiça ordenou que Gentili explique de onde tirou a informação que eventualmente sustente sua acusação, caso ele não consiga explicar, será processado por difamação. Se condenado, a pena será de três meses a um ano de detenção", afirma o Instituto Lula 



24 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 13:35 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM

21 de fevereiro de 2017

SE LULA E DILMA TIVESSE SEGUIDO OS MESMOS PRINCÍPIOS DO PMDB/PSDB NAS INDICAÇÕES PARA O STF O GOLPE NÃO TERIA OCORRIDO

Do Jornal GGN - Avança a estratégia do Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot de garantir a blindagem do PSDB, mesmo na hipótese de não ser reconduzido ao cargo.

Segundo matéria do jornal Valor Econômico, o governo Temer já aceita, como favorito à sucessão de Janot, o subprocurador José Bonifácio Borges de Andrada, estreitamente ligado ao senador Aécio Neves, e indicado vice procurador de Janot, após a saída de Ella Wiecko.

Ex-Advogado Geral da União do governo Fernando Henrique Cardoso, e Advogado Geral do estado de Minas na gestão Aécio Neves, Andrada mantém não apenas as ligações partidárias, como tem um posicionamento francamente conservador em temas ligados aos direitos humanos.

Com sua indicação futura, e com a indicação de Alexandre Moraes para o STF (Supremo Tribunal Federal), consolida-se a primeira rodada de cerco à Lava Jato, em relação aos alvos tucanos.
Daqui até setembro, quando encerra seu mandato, Janot se preocupará com sua estratégia de fortalecimento do PSDB junto ao governo Temer, empurrando com a barriga as denúncias contra o partido e investindo pontualmente contra a banda peemedebista.

Para Lula, o rigou da lei. Para Sarney, os benefícios da lei

Sarney vence  Sergio Moro  por 4 x 1 no STF

Segundo a Uol, por 4 votos a 1, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 21, que as menções ao ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado em delação premiada devem ficar na Suprema Corte, não devendo ser compartilhadas com o juiz federal Sérgio Moro.

Foi a primeira vez que o ministro Edson Fachin foi voto vencido em processos da Lava Jato desde que assumiu a relatoria dos casos relacionados à investigação.

Em seu acordo de colaboração premiada, Machado afirmou que, durante o período em que comandou a Transpetro, foram repassados à cúpula do PMDB pouco mais de R$ 100 milhões de propina paga por empresas contratadas - do total, R$ 18,5 milhões teriam ido para Sarney, sendo R$ 2,25 milhões em doações oficiais entre 2010 e 2012 (R$ 1,25 milhão da Camargo Corrêa e R$ 1 milhão da Queiroz Galvão).

17 de fevereiro de 2017

OS 50 ERROS DE PORTUGUÊS MAIS COMUNS NO MUNDO DO TRABALHO – Publicado em 15.02.2017 – JusBrasil - Por Jucineia Prussak

Português é uma disciplina cobrada em todos os concursos públicos.

Veja a seguir os 50 erros de português mais comuns no mundo do trabalho de acordo com Rosângela. As informações foram retiradas da obra “Livro de anotações com 101 dicas de português” (Editora Hunter Books, 2014), de autoria da professora:

1- Anexo / Anexa Errado: "Seguem anexo os documentos solicitados. Certo: Seguem anexos os documentos solicitados. Por quê? Anexo é adjetivo e deve concordar em gênero e número com o substantivo a que se refere. Obs: Muitos gramáticos condenam a locução “em anexo”; portanto, dê preferência à forma sem a preposição.

2- “Em vez de” / “ao invés de” - Errado: Ao invés de elaborarmos um relatório, discutimos o assunto em reunião. Certo: Em vez de elaborarmos um relatório, discutimos o assunto em reunião. Por quê? Em vez de é usado como substituição. Ao invés de é usado como oposição. Ex: Subimos, ao invés de descer.

3- “Esquecer” / “Esquecer-se de” - Errado: Eu esqueci da reunião. Certo: Há duas formas: Eu me esqueci da reunião. Ou Eu esqueci a reunião. Por quê? O verbo esquecer só é usado com a preposição de (de – da – do) quando vier acompanhado de um pronome oblíquo (me, te, se, nos, vos).

4-“Faz” / “Fazem” - Errado: Fazem dois meses que trabalho nesta empresa. Certo: Faz dois meses que trabalho nesta empresa. Por quê? No sentido de tempo decorrido, o verbo “fazer” é impessoal, ou seja, só é usado no singular. Em outros sentidos, concorda com o sujeito. Ex: Eles fizeram um bom trabalho.

5- “Ao encontro de” / “De encontro a” - Errado: Os diretores estão satisfeitos, porque a atitude do gestor veio de encontro ao que desejavam. Certo: Os diretores estão satisfeitos, porque a atitude do gestor veio ao encontro do que desejavam. Por quê? “Ao encontro de” dá ideia de harmonia e “De encontro a” dá ideia de oposição. No exemplo acima, os diretores só podem ficar satisfeitos se a atitude vier ao encontro do que desejam.

6- A par / ao par - Errado: Ele já está ao par do ocorrido. Certo: Ele já está a par do ocorrido. Por quê? No sentido de estar ciente, o correto é “a par”. Use “ao par” somente para equivalência cambial. Ex: “Há muito tempo, o dólar e o real estiveram quase ao par.”

7- “Quite” / “quites” - Errado: O contribuinte está quites com a Receita Federal. Certo: O contribuinte está quite com a Receita Federal. Por quê? “Quite” deve concordar com o substantivo a que se refere.

8- “Media” / “Medeia” - Errado: Ele sempre media os debates. Certo: Ele sempre medeia os debates. Por quê? Há quatro verbos irregulares com final –iar: mediar, ansiar, incendiar e odiar. Todos se conjugam como “odiar”: medeio, anseio, incendeio e odeio.

9- “Através” / “por meio” - Errado: Os senadores sugerem que, através de lei complementar, os convênios sejam firmados com os estados. Certo: Os senadores sugerem que, por meio de lei complementar, os convênios sejam firmados com os estados. Por quê? Por meio significa “por intermédio”. Através de, por outro lado, expressa a ideia de atravessar. Ex: Olhava através da janela.

10- “Ao meu ver” / “A meu ver” - Errado: Ao meu ver, o evento foi um sucesso. Certo: A meu ver, o evento foi um sucesso. Por quê? “Ao meu ver” não existe.

11- “A princípio” / “Em princípio” - Errado: Achamos, em princípio, que ele estava falando a verdade. Certo: Achamos, a princípio, que ele estava falando a verdade. Por quê? A princípio equivale a “no início”. Em princípio significa “em tese”. Ex: Em princípio, todo homem é igual perante a lei.

12- “Senão” / “Se não” - Errado: Nada fazia se não reclamar. Certo: Nada fazia senão reclamar. Por quê? Senão significa “a não ser”, “caso contrário”. Se não é usado nas orações subordinadas condicionais. Ex: Se não chover, poderemos sair.

13- “Onde” / “Aonde” - Errado: Aonde coloquei minhas chaves? Certo: Onde coloquei minhas chaves? Por quê? Onde se refere a um lugar em que alguém ou alguma coisa está. Indica permanência. Aonde se refere ao lugar para onde alguém ou alguma coisa vai. Indica movimento. Ex: Ainda não sabemos aonde iremos.

14- “Visar” / “Visar a” - Errado: Ele visava o cargo de gerente. Certo: Ele visava ao cargo de gerente. Por quê? O verbo visar, no sentido de almejar, pede a preposição a. Obs: Quando anteceder um verbo, dispensa-se a preposição a. Ex: Elas visavam viajar para o exterior.

15- A / “há” - Errado: Atuo no setor de controladoria a 15 anos. Certo: Atuo no setor de controladoria há 15 anos. Por quê? Para indicar tempo passado, usa-se o verbo haver. O a, como expressão de tempo, é usado para indicar futuro ou distância. Exs: Falarei com o diretor daqui a cinco dias. Ele mora a duas horas do escritório.

16- “Aceita-se” / “Aceitam-se” - Errado: Aceita-se encomendas para festas. Certo: Aceitam-se encomendas para festas. Por quê? A presença da partícula apassivadora “se” exige que o verbo transitivo direto concorde com o sujeito.

17- “Precisa-se” / “Precisam-se” - Errado: Precisam-se de estagiários. Certo: Precisa-se de estagiários. Por quê? Nesse caso, a partícula “se” tem a função de tornar o sujeito indeterminado. Quando isso ocorre, o verbo permanece no singular.

18- “Há dois anos” / “Há dois anos atrás” - Errado: Há dois anos atrás, iniciei meu mestrado. Certo: Há duas formas corretas: “Há dois anos, iniciei meu mestrado” ou “Dois anos atrás, iniciei meu mestrado.” Por quê? É redundante dizer “Há dois anos atrás”.

19- “Implicar” / “Implicar com” / “Implicar em” - Errado: O acidente implicou em várias vítimas. Certo: O acidente implicou várias vítimas. Por quê? No sentido de acarretar, o verbo implicar não admite preposição. No sentido de ter implicância, a preposição exigida é com. Quando se refere a comprometimento, deve-se usar a preposição em. Exs: Ele sempre implicava com os filhos. Ela implicou-se nos estudos e passou no concurso.

20- “Retificar” / “Ratificar” - Errado: Estávamos corretos. Os fatos retificaram nossas previsões. Certo: Estávamos corretos. Os fatos ratificaram nossas previsões. Por quê? Ratificar significa confirmar, comprovar. Retificar refere-se ao ato de corrigir, emendar. Ex: Vou retificar os dados da empresa.

21- “Somos” / “Somos em” - Errado: Somos em cinco auditores na empresa. Certo: Somos cinco auditores na empresa. Por quê? Não se deve empregar a preposição “em” nessa expressão.

22- “Entre eu e você” / “Entre mim e você” - Errado: Não há nada entre eu e você, só amizade. Certo: Não há nada entre mim e você, só amizade. Por quê? Eu é pronome pessoal do caso reto e só pode ser usado na função de sujeito, ou seja, antes de um verbo no infinitivo, como no caso: “Não há nada entre eu pagar e você usufruir também.”

23- “A fim” / “Afim” - Errado: Nós viemos afim de discutir o projeto. Certo: Nós viemos a fim de discutir o projeto. Por quê? A locução a fim de indica ideia de finalidade. Afim é um adjetivo e significa semelhança. Ex: Eles têm ideias afins.

24- “Despercebido” / “Desapercebido” - Errado: As mudanças passaram desapercebidas. Certo: As mudanças passaram despercebidas. Por quê? Despercebido significa sem atenção. Desapercebido significa desprovido, desprevenido. Ex: Ele estava totalmente desapercebido de dinheiro.

25- “Tem” / “Têm” - Errado: Eles tem feito o que podem nesta empresa. Certo: Eles têm feito o que podem nesta empresa. Por quê? Tem refere-se à 3ª pessoa do singular do verbo “ter” no Presente do Indicativo. Têm refere-se ao mesmo tempo verbal, porém na 3ª pessoa do plural.

26- “Chegar em” / “Chegar a” - Errado: Os atletas chegaram em Curitiba na noite passada. Certo: Os atletas chegaram a Curitiba na noite passada. Por quê? Verbos de movimento exigem a preposição a.

27- “Prefiro… do que” / “Prefiro… a” - Errado: Prefiro carne branca do que carne vermelha.Certo: Prefiro carne branca a carne vermelha.Por quê? A regência do verbo preferir é a seguinte: “Preferir algo a alguma outra coisa.”

28- “De mais” / “demais” - Errado: Você trabalha de mais! Certo: Você trabalha demais! Por quê? Demais significa excessivamente; também pode significar “os outros”. De mais opõe-se a “de menos”. Ex: Alguns possuem regalias de mais; outros de menos.

29- “Fim de semana” / “final de semana” - Errado: Bom final de semana! Certo: Bom fim de semana! Por quê? Fim é o contrário de início. Final é o contrário de inicial. Portanto: fim de semana; fim de jogo; parte final.

30- “Existe” / “Existem” - Errado: Existe muitos problemas nesta empresa. Certo: Existem muitos problemas nesta empresa. Por quê? O verbo existir admite plural, diferentemente do verbo haver, que é impessoal.

31- “Assistir o” / “Assistir ao” - Errado: Ele assistiu o filme “A teoria do nada”. Certo: Ele assistiu ao filme “A teoria do nada”. Por quê? O verbo assistir, no sentido de ver, exige a preposição a.

32- “Responder o” / “Responde ao” - Errado: Ele não respondeu o meu e-mail. Certo: Ele não respondeu ao meu e-mail. Por quê? A regência do verbo responder, no sentido de dar a resposta a alguém, é sempre indireta, ou seja, exige a preposição a.

33- “Tão pouco” / “Tampouco” - Errado: Não compareceu ao trabalho, tão pouco justificou sua ausência. Certo: Não compareceu ao trabalho, tampouco justificou sua ausência. Por quê? Tampouco corresponde a “também não”, “nem sequer”. Tão pouco corresponde a “muito pouco”. Ex: Trabalhamos muito e ganhamos tão pouco”.

34- “A nível de” / “Em nível de” - Errado: A pesquisa será realizada a nível de direção. Certo: A pesquisa será realizada em nível de direção. Por quê? A expressão “Em nível de” deve ser usada quando se refere a “âmbito”. O uso de “a nível de” significa “à mesma altura”. Ex: Estava ao nível do mar.

35- “Chego” / “Chegado” - Errado: O candidato havia chego atrasado para a entrevista. Certo: O candidato havia chegado atrasado para a entrevista. Por quê? Embora alguns verbos tenham dupla forma de particípio (Exs: imprimido/impresso, frito/fritado, acendido/aceso), o único particípio do verbo chegar é chegado. Chego é 1ª pessoa do Presente do Indicativo. Ex: Eu sempre chego cedo.

36- “Meio” / “Meia” - Errado: Ela estava meia nervosa na reunião. Certo: Ela estava meio nervosa na reunião. Por quê? No sentido de “um pouco”, a palavra “meio” é invariável. Como numeral, concorda com o substantivo. Ex: Ele comeu meia maçã.

37- “Viagem” / “Viajem” - Errado: Espero que eles viagem amanhã. Certo: Espero que eles viajem amanhã. Por quê? Viajem é a flexão do verbo “viajar” no Presente do Subjuntivo e no Imperativo. Viagem é substantivo. Ex: Fiz uma linda viagem.

38- “Mal” / “Mau” - Errado: O jogador estava mau posicionado. Certo: O jogador estava mal posicionado. Por quê? Mal opõe-se a bem. Mau opõe-se a bom. Assim: mal-humorado, mal-intencionado, mal-estar, homem mau.

39- “Na medida em que” / “À medida que” - Errado: É melhor comprar à vista à medida em os juros estão altos. Certo: É melhor comprar à vista na medida em que os juros estão altos. Por quê? Na medida em que equivale a “porque”. À medida que estabelece relação de proporção. Ex: O nível dos jogos melhora à medida que o time fica entrosado.

40- “Para mim” / “Para eu” fazer - Errado: Era para mim fazer a apresentação, mas tive de me ausentar. Certo: Era para eu fazer a apresentação, mas tive de me ausentar. Por quê? “Para eu” deve ser usado quando se referir ao sujeito da frase e for seguido de um verbo no infinitivo.

41- “Mas” / “Mais” - Errado: Gostaria de ter viajado, mais tive um imprevisto. Certo: Gostaria de ter viajado, mas tive um imprevisto. Por quê? Mas é conjunção adversativa e significa “porém”. Mais é advérbio de intensidade. Ex: Adicione mais açúcar se quiser.

42- “Perca” / “perda” - Errado: Há muita perca de tempo com banalidades. Certo: Há muita perda de tempo com banalidades. Por quê? Perca é verbo e perda é substantivo. Exs: Não perca as esperanças! Essa perda foi irreparável.

43- “Deu” / “Deram” tantas horas - Errado: Deu dez da noite e ele ainda não chegou. Certo: Deram dez da noite e ele ainda não chegou. Por quê? Os verbos dar, bater e soar concordam com as horas. Porém, se houver sujeito, deve-se fazer a concordância: “O sino bateu dez horas.”

44- “Traz” / “Trás” - Errado: Ele olhou para traz e viu o vulto. Certo: Ele olhou para trás e viu o vulto. Por quê? Trás significa parte posterior. Traz é a conjugação do verbo “trazer” na 3ª pessoa do singular do Presente do Indicativo. Ex: Ela sempre traz os relatórios para a gerência.

45- “Namorar alguém” / “Namorar com alguém” - Errado: Maria namora com Paulo. Certo: Maria namora Paulo. Por quê? A regência do verbo namorar não admite preposição.

46- “Obrigado” / “Obrigada” - Errado: Muito obrigado! – disse a funcionária. Certo: Muito obrigada! – disse a funcionária. Por quê? Homens devem dizer “obrigado”. Mulheres dizem “obrigada”. A flexão também ocorre no plural: “Muito obrigadas! – disseram as garotas ao professor.”

47- “Menos” ou “Menas” - Errado: Os atendentes fizeram menas tarefas hoje. Certo: Os atendentes fizeram menos tarefas hoje. Por quê? “Menas” não existe. Mesmo referindo-se a palavras femininas, use sempre menos. Ex: Havia menos pessoas naquele departamento.

48- “Descriminar” / “Discriminar” - Errado: Os produtos estão descriminados na nota fiscal. Certo: Os produtos estão discriminados na nota fiscal. Por quê? Discriminar significa separar, diferenciar. Descriminar significa absolver, inocentar. Ex: O juiz descriminou o jovem acusado.

49- “Acerca de” / “a cerca de” - Errado: Estavam discutindo a cerca de política. Certo: Estavam discutindo acerca de política. Por quê? Acerca de significa “a respeito de”. A cerca de indica aproximação. Ex: Eu trabalho a cerca de 5 km daqui.

50- “Meio-dia e meio” / “Meio-dia e meia” - Errado:Nesta empresa, o horário de almoço inicia ao meio-dia e meio. Certo: Nesta empresa, o horário de almoço inicia ao meio-dia e meia. Por quê? O correto é meio-dia e meia, pois o numeral fracionário concorda em gênero com a palavra hora".

Fonte: Exame Abril

16 de fevereiro de 2017

GOVERNO PMDB/PSDB FAZ BRASILEIRO DEIXAR O CARRO NA GARAGEM

As vendas de combustíveis no Brasil em 2016 caíram 4,5% em relação a 2015, passando de 141,811 bilhões de litros em 2015 para 135,436 bilhões no ano seguinte. Os dados foram divulgados hoje, no Rio de Janeiro, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis – ANP. Houve, ainda, redução de 5,1% na venda de óleo diesel B na comparação com 2015, passando de 57,211 bilhões de litros para 54,279 bilhões no ano seguinte. A queda na venda de diesel atingiu 5,1%.

O mais importante é que agora ninguém reclama do governo.

15 de fevereiro de 2017

Povo goiano se revolta com exportação de combustível do Brasil para Bolívia

O telefone do sindicato dos proprietários de postos de combustível de Goiânia não parava de tocar após descoberta por parte da população, de vários caminhões tanques bolivianos carregando combustíveis em postos da Petrobras. A população descobriu que o óleo diesel estava sendo entregue aos bolivianos a 0,82 ( oitenta centavos de real) e a gasolina a R$ 1,59 o litro.

Denuncia: segundo o presidente do sindicato dos postos de combustíveis de Goiânia, a Bolívia compra a gasolina brasileira pura a R$ 1,59 o litro,  enquanto os proprietários de postos de Goias  compram das distribuidoras o mesmo produto misturado com 27% etanol a R$ 3,34. 

Um vídeo que circulou ontem pelas redes sociais gerou revolta e indignação em muitos consumidores de combustíveis de Goiás. A gravação mostra um comboio de caminhões de placas da Bolívia estacionados no pátio do pool de abastecimento de combustíveis em Senador Canedo – Região Metropolitana de Goiânia. 

Um áudio conta os valores que os bolivianos pagam pela gasolina e óleo diesel, muito inferior ao cobrado dos revendedores locais. Denunciando ou em busca de respostas, o telefone do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Goiás (Sindiposto) não parou de tocar com questionamentos sobre o caso. 

Conforme notas fiscais conseguidas pelo POPULAR, o preço do litro da gasolina para a Bolívia é de R$ 1,59, enquanto os postos goianos pagam R$ 3,34. Já o litro do óleo diesel pago pelos bolivianos é de R$ 0,82 – mais de três vezes inferior ao vendido para as revendedoras locais – R$ 2,91.

14 de fevereiro de 2017

CHUVA COMEÇA A PROVOCAR ESTRAGOS NAS LINHAS RURAIS DE PIMENTA BUENO

A Secretaria de obras da prefeitura de Pimenta Bueno trabalhou ontem durante toda a tarde para recuperar um bueiro na LH 32 que da acesso a comunidade São Francisco da 32, conhecida também como, comunidade dos Queiroz

A estrada foi interrompida a cerca de mil metros da entrada que dá acesso a comunidade, obrigando os moradores que vinha para o centro da cidade de Pimenta Bueno, dar uma volta enorme . O acesso somente seria possível via LH 29 e Kapa 24 que liga Pimenta Bueno ao Município vizinho de Primavera.

A chuva que vem caindo desde domingo, enchendo rios e igarapés no entorno de Pimenta Bueno começa preocupar moradores e autoridades do município em relação aos ribeirinhos e residentes das comunidades mais afastadas da cidade.

9 de fevereiro de 2017

Comissária de bordo salva, durante voo, menina vítima de tráfico humano

Fonte: Estadão Conteúdo: Publicado em 07/02/2017
Shelia Fedrick notou que algo estava errado no voo de Seattle para San Francisco, nos EUA, ao notar que um senhor muito bem vestido viajava com uma garota de cerca de 15 anos de idade, vestida de forma bem simples e que não aparentava estar bem.

A comissária de bordo tentou puxar conversa com os dois, mas o homem se tornou defensivo e respondeu todas as perguntas pela menina. Então, a profissional conseguiu sussurrar para a que a adolescente fosse ao banheiro e lá deixou um bilhete.

A garota escreveu no próprio papel que precisava de ajuda. A funcionária da Alaska Airlines avisou ao piloto e quando o avião aterrissou a polícia estava no terminal de desembarque. A menina, que não teve seu nome revelado, estava sofrendo um caso de tráfico humano. "Parecia que a menina estava passando por um inferno", disse Fedrick à NBC News.

Embora seja desumano, é lamentável que casos de tráfico de pessoas ainda ocorram pelo mundo. Além das tipificações penais, existem outras situações. No ano de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente estabeleceu como crime, em seu artigo 239, a promoção ou auxílio à efetivação de ato destinado ao envio de criança ou adolescente para fora do país sem observar as formalidades legais ou com o objetivo lucrativo. A pena estabelecida é privativa de liberdade de quatro até seis anos, com multa. Fato é que o tráfico de seres humanos, para fins deexploração sexual e comercial, continua na atualidade assolando milhares de pessoas no mundo, vitimadas por políticas econômicas que as mantém em condição de pobreza, de desemprego, de subcondição de vida e existência e, alijadas de proteção e de seus direitos fundamentais. O problema do tráfico de pessoas deve ser abordado com base na ética da vida.

A dignidade do ser humano não é quantificável, não diminui ou aumenta em decorrência de fatores externos ou internos. Independentemente de seu status ou utilidade social e, até mesmo, de sua moralidade, o ser humano é portador de uma dignidade inalienável e única. Não há pessoas com mais “dignidade humana” que outras. Daqui decorre também a unicidade de cada ser humano que não pode ser trocado ou substituído com outro da “mesma dignidade”, assim como fazemos com os objetos que possuem o mesmo preço. A Ética nos mostra que cada ser humano é único e insubstituível, pois não é uma coisa ou um objeto.


5 de fevereiro de 2017

Cresce no País número de municípios que dependem mais do Bolsa Família

A queda nas transferências federais tem deixado os municípios cada vez mais dependentes do Bolsa Família. De 2008 para cá, a proporção de recursos do programa social em relação ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) – principal fonte de renda das prefeituras – subiu de 25% para 40%, segundo levantamento feito pelo ‘Estadão Dados’.

Em várias cidades, no entanto, esse porcentual supera os 100%, como é o caso de Icó (CE) e Riachão das Neves (BA). Em oito anos, o número de municípios nessa situação – onde a renda do Bolsa Família passou a bater o FPM – subiu de 7 para 187. O repasse do Bolsa Família – criado em 2003 no governo Lula – é feito diretamente para a população, enquanto o FPM vai para a conta das prefeituras para custear despesas e fazer investimentos em serviços públicos e infraestrutura local.

Entre 2008 e novembro de 2016, a renda do Bolsa Família cresceu 140% (de R$ 10 bilhões para R$ 26 bilhões) enquanto o FPM subiu 53% (de R$ 42 bilhões para R$ 64 bilhões).


247:TEMER QUER ACABAR COM A CAIXA ‘AOS POUCOS’, DIZ MARIA RITA


Eleita representante dos funcionários da Caixa Econômica Federal no Conselho de Administração, Maria Rita Serrano denuncia que o governo Michel Temer tem o objetivo de diminuir o papel de todas as empresas públicas na economia; para ela, a estratégia do governo para a Caixa é privatizar diversas operações, caso da loteria instantânea, da seguradora e também privatizar a gestão dos cartões e a gestão do FGTS, “Se privatiza as operações e diminuir o quadro de empregados, você está acabando com a empresa sem necessariamente abrir o capital ou vender num leilão da Bolsa como era feito na década de 1990. Você vai acabando com ela aos poucos”, denuncia Maria Rita
4 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 11:10 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

PREFEITO TUCANO DEMITE DIRETOR QUE PEDIU MORTE DE MARISA NAS REDES SOCIAIS


O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, do PSDB, exonerou o diretor Celso D’Alkmin Filho, da Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos, após declarações do servidor no Facebook; D’Alkmin se referiu a Marisa como “vaca cornuda”, em publicação que divulgava a demissão de médica do Hospital Sírio-Libanês, que compartilhou diagnóstico de Marisa em grupo de WhatsApp; em outra postagem, o diretor jurídico da prefeitura escreveu que deveriam desligar os aparelhos da ex-primeira dama.  Parece que a tolerância com os intolerantes fascistas está no fim.
4 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 20:11 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

Brasil 247:Aécio Neves apareceu, de novo, na delação da Odebrecht

ESQUEMA NAS OBRAS DA CIDADE ADMINISTRATIVA PODE TRAZER A DERROCADA FINAL DE AÉCIO


Senador mineiro continua com proteção na grande mídia e tem tratamento diferenciado de outros políticos delatados na Operação Lava Jato; Aécio Neves apareceu, de novo, na delação da Odebrecht; segundo o depoimento de Benedicto Júnior, ex-presidente da empreiteira, houve reunião com o então governador mineiro para combinar a fraude na licitação da construção da Cidade Administrativa – a obra mais cara dos 8 anos do governo de Aécio; foram despejados mais de R$ 2 bilhões na nova sede oficial; esquema teria sido criado para favorecer as grandes empreiteiras; segundo o delator, o governador indicava Oswaldo Borges da Costa Filho, conhecido como Oswaldinho, para tratar das propinas



5 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 15:58 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

''O objetivo, neste momento, é não deixar gerar compaixão com Lula.''

BLOG DO SAKAMOTO VIA UOL

A avaliação veio de um profissional que trabalha com construção e desconstrução de reputação via redes sociais. Em condição de anonimato, ele me explicou que é esse o objetivo de boatos que estão circulando na rede por conta da morte de Marisa Letícia, esposa do ex-presidente.

Um dos boatos afirma que o velório seria realizado de caixão fechado porque tudo isso era uma encenação para forjar sua morte e possibilitar a fuga para o exterior a fim de escapar de ser julgada e presa como consequência da Operação Lava Jato. Outras mensagens exigiam que as Forças Armadas obrigassem a realização de teste de DNA no corpo.

Não importa a foto abaixo. Não importa que políticos ligados a Lula ou adversários políticos fizeram visitas no hospital antes de ser declarado o óbito. Não importa que o Sírio-Libanês seja uma instituição com uma reputação a zelar (chegando a demitir uma de suas médicas por vazar informações confidenciais sobre a entrada de Marisa no hospital) e não toparia essa encenação. Não importa a multidão que compareceu ao velório realizado em caixão aberto em São Bernardo do Campo. Não importa os jornalistas que estavam lá para cobrir e noticiar e a profusão de fotos e de vídeos circulando.

Se a loucura faz sentido para um grupo de pessoas que odeia os dois, emoções é que passam a construir a realidade e fatos tornam-se irrelevantes. É a velha burrice fundamental consagrada sob o nome pomposo da pós-verdade.


Outra mensagem, violenta, que está circulando diz que tudo é uma ''falácia para comover a população'' porque ela não poderia doar órgãos uma vez que teria atingido a idade limite de 70 anos. Contudo, não existe limite de idade para doação e ela tinha 66. Obtive a confirmação de que rins e córneas, por exemplo, haviam sido retirados para doação, entre outros órgãos.

Claro que a morte de Marisa Letícia gera comoção junto a uma parcela da população que respeita Lula. E a situação tende a criar empatia devido o sofrimento de Lula, que é real, e pode gerar, inclusive, desconforto a protagonistas da Lava Jato – uma vez que o próprio ex-presidente afirmou que sua esposa morreu triste por ter sido acusada de algo que não cometeu.

Ao longo dos últimos anos, entrevistei profissionais contratados por políticos para construir ou desconstruir candidaturas através de ação coordenada em redes sociais. E, ao contrário do que acredita o senso comum, não são robôs usados para xingar tresloucadamente que causam os maiores impactos, mas ''fazendas'' de perfis falsos que parecem reais e são administradas por anos, agindo de acordo com pesquisas comportamentais.

Daí, a avaliação do profissional com quem falei. Essas mensagens, nascidas de malucos que atuam como atiradores solitários ou produzidas por grupos especializados, estariam sendo bombadas artificialmente para impedir a formação dessa empatia.

E, com isso, evitar que o longo trabalho de desumanização feito contra Lula e o PT – que, independentemente de seus defeitos ou crimes, é maior do que o tamanho do ódio gerado contra eles – seja perdido.

Isso sem contar os sites que produzem boatos e fofocas absurdos não por motivos políticos, mas sim para, através de cliques em anúncios, ganhar dinheiro. Nas eleições presidenciais norte-americanas do ano passado, uma cidade da Macedônia ficou famosa por produzir sites com notícias mentirosas pró-Trump a fim de ganhar com visitas de internautas dos Estados Unidos.

Lula é um animal político, tal como Fernando Henrique. Ambos fazem política até dormindo, então é natural que na morte de ambas as esposas, eles alternassem choro e política, no ombro de aliados ou adversários. O que não é natural é imaginar que o mundo é um grande duelo do bem contra o mal.

O ideal seria que a população não confiasse em mensagens de WhatsApp que não pode checar a veracidade para a formação de sua opinião, como tenho dito, há anos, neste blog. Mas como alfabetização midiática e informacional é algo raro, que não será realizado em massa no curto prazo, os veículos de comunicação tradicionais de massa têm um papel importante a cumprir, que é o de explicitar esse tipo de boato e, na medida do possível, a quem ele interessa. Sites que desmascaram informações falsas são importantes, mas atuam em uma escala muito pequena para esse tipo de acontecimento.

Isso deveria ocorrer, independentemente do resultado do boato ser oportuno a quem controla o veículo ou não. Sei que isso pode parecer utopia. Mas, agora, é com a família Silva. Amanhã, poderá ser com qualquer outra família.

E, acreditem: a imprensa tradicional (que já está em fase de transformação por conta das mudanças na forma de financiamento do jornalismo na era digital) pode se tornar irrelevante diante da força das fábricas de ''verdades alternativas'' que temos por aí. Que não têm compromisso com nada, nem ninguém.

GASPARI DIZ O ÓBVIO: TEMER BLINDOU MOREIRA


A jornada reformista de Temer, Maia e Eunício foi abafada pelo estrondo da blindagem de Moreira. Não é o interesse pelas reformas que move o governo. É o medo do que vem por aí na Lava Jato. A agenda liberal é uma grande máscara, atrás da qual se escondem os velhos e bons oligarcas, diz o colunista Elio Gaspari; A promoção, que poderia ser vista como um passo para "as grandes reformas de que o Brasil precisa", foi apenas uma blindagem do parceiro. Moreira é citado 34 vezes numa só colaboração de um diretor da Odebrecht. Numa planilha da empreiteira, ele é chamado de "Angorá". Feito ministro, ganhou foro especial, livrando-se de juízes como Sergio Moro e Marcelo Bretas, lembra ainda o jornalista  Acesse a matéria na íntegra aqui
5 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 05:47 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

3 de fevereiro de 2017

QUEM É RICHAM ELLAKKIS, O MÉDICO QUE SUGERIU PROCEDIMENTO PARA MATAR MARISA LETÍCIA



Reportagem de Joaquim Carvalho, do DCM, traça um perfil do neurocirurgião Richam Faissal El Hossain Ellakkis, que sugeriu num grupo de WhatsApp procedimento para matar dona Marisa Letícia; "Esses fdp vão embolizar ainda por cima. Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela", afirmou; confira
3 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 11:09 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram VEJA A MATÉRIA COMPLETA AQUI

13 de janeiro de 2017

BANCÁRIOS DA CAIXA FARÃO DIA DE LUTA CONTRA PDV

Os funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) realizam quinta (12), data em que é comemorado o aniversário do banco, um Dia Nacional de Luta. O objetivo é protestar contra a política de enfraquecimento do banco, imposta pelo governo Temer.

Segundo notas divulgadas na imprensa, a instituição finalizou um plano de demissão voluntária (PDV) que pode atingir 10 mil funcionários, quase 10% do total de empregados.

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a medida vem acompanhada de outras ações que visam o esvaziamento da Caixa, como a retirada do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) do banco e o fechamento de agências. A CEF tem atualmente 4,2 mil agências e postos de atendimento.

A manifestação também será pelo fim dos descomissionamentos arbitrários, pelo fim do caixa minuto e em defesa da Caixa 100% pública.

Mais informações: www.contrafcut.org.br

MÍNIMO COM APENAS O INPC AGRAVA ARROCHO IMPOSTO POR TEMER

O governo Temer (PMDB) inverteu a curva ascendente e aplicou apenas a inflação ao salário mínimo. Assim, após 14 anos de aumento real, o mínimo teve reajuste de 6,48% (INPC) a partir de janeiro, passando de R$ 880,00 para R$ 937,00. Segundo Nota Técnica do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o benefício impacta 47,9 milhões de brasileiros – da ativa, aposentados ou outros segurados da Previdência.

Os 14 anos de aumento real geraram ganho acima da inflação de 77% para o salário mínimo. Esse crescimento ajudou a movimentar a economia nacional, uma vez que só neste ano o mínimo injetará R$ 35 bilhões na economia e renderá R$ 18,8 bilhões em arrecadação para o governo. Mínimo mais alto também empurra pra cima Pisos de diversas categorias profissionais, com efeitos positivos em toda a cadeia econômica.
Fonte: Repórter Sindical

10 de janeiro de 2017

INCENTIVO AO SUICÍDIO E AUTOMUTILAÇÃO SE ESPALHA NAS REDES SOCIAIS


O caso da menina de 11 anos, moradora do bairro Cristo Rei, zona Sul de Teresina, vítima de automutilação incentivada por um grupo de WhatsApp chamado 'Pensamentos Suicidas', deixou muitos pais em estado de alerta; o grupo 'Pensamentos Suicidas' foi criado em agosto de 2016 e é composto por membros de todos os Estados brasileiros. O grupo possui uma página no Facebook com 5.415 curtidores onde os jovens solicitam para entrar no grupo do WhatsApp Veja a matéria completa aqui


10 DE JANEIRO DE 2017 ÀS 09:38 // RECEBA O 247 NO TELEGRAM Telegram

7 de janeiro de 2017

SEM PLENO EMPREGO É O CONTRATANTE QUE COLOCA PREÇO NA MÃO-DE OBRA E NÃO O CONTRATADO.

O DESEMPREGO É BOM PRA QUEM COMPRA SERVIÇO

Com uma taxa de desemprego em 4,8% em 2014, o menor índice da história republicana durante o governo Dilma -PT, era comum ouvir pessoas dizendo que não encontrava gente para trabalhar por que o governo sustentava vagabundos com o Bolsa Família. Não era o Bolsa Família era o pleno emprego divulgado pelo IBGE.

No livro “A riqueza das Nações” Adam Smith fez uma investigação sobre a natureza e a causa da riqueza das nações". Ele demonstra isso apresentando a teoria da oferta e da procura, ou seja, que um produto que o mercado oferta em abundância e tem pouca procura terá a tendência a ter seu preço reduzido, e que um produto com pouca oferta, mas muita procura terá um preço mais elevado.

Trazendo isso para a nossa realidade e olhando os índices de desemprego atuais é fácil entender por que as taxas de desemprego nos governos neoliberais são altas. Quanto mais pessoas entram na fila de desemprego, menor será o custo da mão-de-obra.


APÓS DIZER QUE TINHA ERA QUE MATAR MAIS, SECRETÁRIO DE TEMER FOI DEMITIDO DA SECRETARIA DA JUVENTUDE


CAI O APOLOGISTA DA BARBÁRIE DO GOVERNO TEMER

Apos repercussão negativa das declarações de seu secretário de juventude, Michel Temer que havia classificado a chacina de 56 presos em Manaus como acidente, decidiu demitir o idiota Bruno Júlio.

O secretário nacional de Juventude, Bruno Júlio, foi demitido nesta sexta-feira (6), depois de criticar a repercussão dada ao massacre de presos no Amazonas e em Roraima

O Palácio do Planalto considerou "infeliz" a declaração do secretário.  À coluna do jornalista Ilimar Franco, publicada no site do jornal O Globo, Bruno Júlio disse que "tinha era que matar mais" e "tinha de ter uma chacina por semana". "Eu sou meio coxinha sobre isso. Sou filho de polícia, né? Tinha era de matar mais. Tinha de fazer uma chacina por semana", afirmou à coluna. UOL NOTÍCIAS.

6 de janeiro de 2017

O RESULTADO FINAL DAS ELEIÇÕES 2016 E OS DESAFIOS DE JULIANA ROQUE

Fonte: TSE
As pequisas eleitorais e as urnas confirmaram, a zona rural e os bairros mais afastados da cidade foram responsáveis pela vitória do 40 em Pimenta Bueno.

Acompanhei de perto o desenrolar da campanha e vi com meus próprios olhos a insatisfação dos moradores dos bairros mais distantes do centro da cidade e das famílias que habitam o setor rural do Município em relação a gestão anterior. Foram de lá que vieram os votos da virada.

As pesquisas que realizamos durante a campanha, mostrou forte aprovação da população aos serviços públicos prestados pela gestão Jean Mendonça como, coleta de lixo, iluminação pública,  reorganização do trânsito, conservação das ruas, obras de pavimentação e até a saúde foi bem avaliada pelos seus usuários. A insatisfação veio exatamente de onde estes serviços deixaram a desejar.

Fazem parte dos insatisfeitos, os bairros que não foram contemplados com pavimentação asfáltica, com coleta eficiente de lixo, com iluminação publica regular, onde a conservação de ruas, pontes e bueiros são consideradas precárias. Este mesmo sentimento foi constatado em relação ao setor rual no que se refere  a conservação de estradas, pontes e bueiros. 

Se de lá vieram os maiores índices de rejeição a gestão passada e a maior votação contrária a reeleição do prefeito Jean, é lá que se registra a maior expectativa em relação a gestão que acaba de chegar. Foram votos de protestos e de esperança que motivaram os eleitores a irem as urnas para depositar o seu voto. 

UNIVERSO ELEITORAL.

Pimenta Bueno segundo o TSE, tem 27.173 eleitores cadastrados e aptos a exercer seu direito de escolha. Todavia, 24% desses eleitores decidiram não comparecer as urnas e 6% votaram em branco ou anularam o voto. Foram exatamente 30% de eleitores que decidiram não votar em nenhum dos três candidatos.De acordo com esta estatística, Juliana foi eleita por 33% dos 27.173 eleitores cadastrados em Pimenta Bueno. O que isso quer dizer?

Quer dizer que a Gestão Juliana & Henrique Sanches terão um grande desafio pela frente; satisfazer as expectativas dos 47,11% dos 20.591 eleitores que foram as urnas e votou 40 e conquistar a confiança dos 67% do conjunto de todos os eleitores que não se entusiasmaram com o seu projeto.

Quem já passou pela administração municipal, sabe que não será fácil responder a contento todas as demandas da população, principalmente dos setores de onde vieram a maior aposta na gestão atual.

Juliana sabe que terá que avançar muito em pouco tempo para manter a confiança de quem apostou tudo em seu projeto. Caso contrário, corre-se um sério risco de comprometer não apenas o seu mandato, mas, inclusive os projetos futuros do Deputado Cleiton Roque, fiador de sua eleição. 

3 de janeiro de 2017

SAÕ FELIPE ESTÁ DE LUTO: PREFEITO LÉO SILVA SOFRE INFARTO E MORRE NESTA TERÇA FEIRA

Léo Silva iria se submeter a cirurgia cardíaca depois do dia 10

Aos 35 anos, o prefeito da pequena cidade de São Felipe do Oeste, Léo Silva (PSB), morreu na madrugada desta terça-feira, 03. Ele enfrentava problemas cardíacos e aguardava por uma cirurgia. 

Radialista, o mandatário detectou a enfermidade após a campanha e chegou a ficar três dias internado no Hospital Regional de Cacoal. Depois, voltou a São Felipe, tomou posse e estava aguardando a cirurgia para a implantação de três pontes de safena. 

Segundo pessoas próximas, o procedimento seria realizado depois do dia 10 de janeiro, em Porto Velho ou Cuiabá (MT). O infarto fatal teria acontecido por volta das 5:00h de hoje, quando o prefeito estava em casa. 
O corpo do prefeito será velado no Ginásio de Esportes do pequeno município de 6.500 habitantes da região central de Rondônia.

Fonte: Folha do Sul 
Autor: Da redação

2 de janeiro de 2017

OS PAGADORES DE MICO 2017

Em São Paulo, Dória se veste de gari, Crivella doa sangue no Rio de Janeiro, Joabe Almeida , ex-gari filiado ao (PSDB) de Santo Afonso - MT e Sergio Meneguelli (PMDB) de Colatina - ES vão a posse de bicicleta, enquanto Cornélio Duarte de Carvalho arrancava as portas de seu gabinete em São Miguel do Guaporé em Rondônia. Estes são poucos exemplos de centenas de atos demagógicos que devem ter ocorridos em todo o Brasil.

Para quem se encantou com o uniforme de João Dória em seu primeiro ato demagógico após sua posse,  é bom lembrar o que disse um dos porta vozes da elite brasileira Boris Casoy, sobre os  garis em seu telejornal em dezembro de 2009,  na ocasião, após as imagens terem ido ao ar, Casoy, sem saber que o áudio estava sendo transmitido, comentou com colegas de estúdio: “Que ‘merda, dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. O mais baixo da escala do trabalho”.

Ex-gari, o prefeito eleito em Santo Afonso, a 266 km de Cuiabá, Joabe Almeida, não seguiu o exemplo de João Dória em São Paulo, mas não deixou de fazer o seu marketing e usou a própria bicicleta para ir à solenidade de posse neste domingo (1º). O trabalhador foi eleito para chefiar o município de pouco mais de 2 mil habitantes, com 1.088 votos. Ele deixou a profissão há um ano e filiou-se ao PSDB de João Dória. Ao contrário do milionário João Dória, seu companheiro de partido, Joabe Almeida declarou possuir uma casa no valor de R$ 200 mil reais, dois terrenos no valor de 40 mil, uma carta de crédito (consócio) no valor de 52 mil e uma quota capital na Sicredi Sudeste de pouco mais de mil reais. Seu patrimônio não chega a 300 mil reais.

A pergunta que não quer calar é, com que roupa João Dória irá receber o sindicato dos garis na primeira rodada de negociação do acordo coletivo de trabalho? O que os prefeitos ciclistas de Colatina e Santo Afonso irão fazer para controlar e reduzir o consumo de combustível de suas prefeituras e se Marcelo Crivella vai doar o seu sangue por todos os seus eleitores ou irá tirar não somente o coro mais o sangue da população.

O fato é que a imprensa golpista adora registrar este tipo de espetáculo e da pouca importância ao que realmente interessa que é o foco da gestão. Pra quem eles de fato irão governar.

PREFEITO ELEITO DE CIDADE DO PIAUÍ MORRE EM ACIDENTE ANTES DA POSSE

O prefeito eleito de Santana do Piauí, Francisco Raimundo de Moura, o Chico Borges (PTB), de 42 anos, morreu na manhã deste domingo (1º), quando o carro que dirigia colidiu com um ônibus numa rodovia estadual que liga o município de Picos ao de Santana do Piauí.

Posse

Ainda segundo os Bombeiros, o corpo foi retirado das ferragens e levado para o Instituto Médico-Legal (IML) da cidade de Picos. A cerimônia de posse de Chico Borges ao cargo de prefeito de Santana do Piauí estava marcada para as 15h deste domingo, na Câmara de Vereadores do município. 


Chico Borges foi eleito prefeito em Santana do Piauí com uma diferença de nove votos sobre o segundo colocado, Ricardo Gonçalves (PMDB), que buscava a reeleição. Ele obteve 45,49% dos votos válidos, totalizando 1.427 votos. Maria José de Sousa Moura (PP) é a vice-prefeita eleita.

PENÁPOLIS (SP), CÉLIO DE OLIVEIRA (PSDB) CASSADO ANTES DA POSSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou a candidatura do prefeito reeleito de Penápolis (SP), Célio de Oliveira (PSDB).

Segundo informações do tribunal, ele já tinha sido cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral e recorreu, mas o recurso não foi aceito pela instância superior. O tribunal informou que o motivo da cassação foi um salário pago em duplicidade em 2010.

VEREADORES FORAM PRESOS DURANTE A POSSE EM MT - PENSARAM QUE ERAM RENAN

Quatro vereadores do município de Torixoréu foram detidos neste domingo por desobedecerem à decisão judicial e não empossarem a prefeita eleita, Inês Coelho (PP). Inês teve a candidatura impugnada, mas recorreu da decisão.

Durante a solenidade de posse dos parlamentares, os vereadores se negaram a cumprir a decisão da Justiça que dava direito de posse à prefeita. De acordo com a PM, ela já havia sido diplomada e conseguiu uma liminar para ser empossada. A solenindade foi interrompida após as detenções.