ZANIN: DISCURSO DE MORO NA PETROBRAS REFORÇA SUA SUSPEIÇÃO

247 - O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, se manifestou em relação à participação do juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, no evento da Petrobras no Rio de Janeiro nesta sexta-feira 8.

Moro foi convidado a participar do 4º Evento Petrobrás em Compliance, na sede da estatal, no Rio de Janeiro. Em seu discurso, fez sugestões à diretoria da Petrobras de práticas que devem ser adotadas para evitar a corrupção, como evitar indicações políticas e monitorar o modo de vida e a moradia dos executivos.

Leia a íntegra da nota da defesa de Lula:

"Em nenhum lugar do mundo seria aceitável que o juiz da causa fosse visitar uma parte para dar conselhos jurídicos a ela.

A Petrobras se habilitou como parte interessada nas ações penais que tramitam na Justiça de Curitiba. Algumas dessas ações estão pendentes de julgamento, inclusive envolvendo o ex-presidente Lula.

O discurso feito hoje pelo juiz Sérgio Moro na sede da Petrobras por si só compromete a aparência de imparcialidade e pode motivar o reconhecimento da sua suspeição."


CRISTIANO ZANIN MARTINS