Enquanto o governo luta para concertar, PSDB, PPS e parte do PMDB lutam para destruir a economia do Brasil. São os defensores do quanto pior, melhor

Em tese, o rebaixamento da classificação de risco do País pela Standard & Poors, que também atingiu diversos bancos e empresas, deveria unir as principais lideranças nacionais em torno de uma agenda de consenso, que visasse equilibrar as contas públicas; no entanto, tanto o PMDB, de Michel Temer, Renan Calheiros e Eduardo Cunha, como o PSDB, de FHC, Aécio Neves e Geraldo Alckmin, podem preferir esticar a corda ao máximo para asfixiar o governo e promover uma ruptura política; nos próximos dias, os ministros Joaquim Levy e Nelson Barbosa devem apresentar uma série de cortes, mas até mesmo o ex-presidente Lula tem manifestado resistência ao ajuste fiscal; sob pressão máxima, a presidente Dilma Rousseff será testada ao extremo Confira matéria no Brasil 247 aqui

Postagens mais visitadas deste blog

PAROQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA REALIZA ASSEMBLEIA PAROQUIAL E APROVA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2019

PIMENTA BUENO - A DIFÍCIL TAREFA DE EQUILIBRAR AS CONTAS PÚBLICAS

Mudança de regime jurídico volta à ordem do dia em Pimenta Bueno e assusta os servidores e servidoras municipais.