O combate sistemático à fraudes e desvio de energia é um compromisso da Eletrobrás com o cidadão que paga corretamente.

Quando combatemos fraudes e desvios de energia estamos realizando uma ação em prol do cliente que paga seu consumo e sua conta de forma honesta e correta. Quando não agimos dessa forma, estamos condenando o cliente honesto a pagar por um crime que ele não cometeu. A energia desviada e não paga pelo cliente, foi gerada, comprada das mais diversas hidrelétricas, termoelétricas e deverá ser pagas todos os meses. De onde sai os recursos para pagar esta conta? Do bolso dos mais de 450 mil clientes da Eletrobrás Distribuição Rondônia espalhados nos 52 municípios do Estado.

Energia gerada, comprada e distribuída tem custos. A fraude e o desviou de energia são despesas extras que entra no valor final da conta. Quanto menor as perdas, menor os custos, e quanto menor os custos, menor será a tarifa e a conta de energia. A tarifa obrigatóriamente deve cobrir os custos de toda a cadeia produtiva e distribuição até chegar à casa do cliente. Quando conseguimos baixar os custos, esta economia é repassada ao cliente por razão da revisão tarifária feita periodicamente. Foi assim na ultima revisão tarifária que diminuiu a tarifa em Rondôna em  mais de 19 por cento.

Segundo o Procurador da Presidencia Inácio Azevedo, só no  primeiro trimestre deste ano, a Eletrobras Distribuição Rondônia conseguiu realizar 5.946 inspeções em unidades consumidoras somente em Porto Velho, e recuperou 632.965 kW/h, segundo Inácio Azevedo, Procurador da Presidência da empresa.

Considerando que iniciamos as fiscalizações a partir de fevereiro apenas com parte das equipes de campo e que no mêos de março realizamos 3.989 inspeções, com a disponibilização de toda a estrutura prevista a partir deste mês de abril cumpriremos nossas metas de inspecionar todos os consumidores dentro do prazo previsto e deveremos recuperar uma quantidade significativa de energia elétrica que vem sendo desviada em nossa capital e no interior do Estado, que já conta com empresas realizando o mesmo serviço, disse Inácio.

O Procurador da Presidência informou ainda que, nas inspeções que estão sendo realizadas, independente de se encontrar irregularidades, a empresa está substituindo os medidores eletromecânicos por eletrônicos, que são equipamentos de medições certificados pelo IMETRO, aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Com isso, a empresa investe e acompanha os avanços tecnológicos disponíveis no mercado, dando mais segurança ainda para seus consumidores quanto à energia que será medida e faturada.

Inácio disse também que a campanha publicitária que se encerrou no final de março ajudou bastante para os resultados obtidos, tendo em vista a constatação de uma maior consciência dos consumidores que não possuem comportamentos inadequados (não possuem irregularidades na medição), onde, de uma forma inédita foram recebidas mais de 150 denúncias de irregularidades, que serão todas apuradas. Uma próxima campanha de mídia com o mesmo foco está sendo submetida à apreciação da Diretoria Executiva da Empresa.

Postagens mais visitadas deste blog

PAROQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA REALIZA ASSEMBLEIA PAROQUIAL E APROVA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES 2019

PIMENTA BUENO - A DIFÍCIL TAREFA DE EQUILIBRAR AS CONTAS PÚBLICAS

Mudança de regime jurídico volta à ordem do dia em Pimenta Bueno e assusta os servidores e servidoras municipais.